Del.icio.us | Perfil | Contato

Carregando...

domingo, dezembro 03, 2006

Cashbacks - O que sao?

Cashbacks são programas do estilo get paid to que pagam aos usuários uma quantia para que eles desempenhem determinadas tarefas e completem algumas ofertas. O maior expoente dos cashbacks se figurou no Rpoints. Com esse site algumas pessoas tiraram a barriga da miséria.
A idéia desse site foi altamente criativa e inovadora. Vou tentar explicar a mecânica dos cashbacks e do
Rpoints que foi um dos pioneiros no segmento.

O dono do Rpoints foi bem criativo. Ele conhecia o sistema de afiliados Commission Junction muito bem. E sabia que ali estava uma oportunidade de ele realmente ganhar um bom dinheiro. Então o que ele fez? Ele preparou um mega site, que em seu interior prometia retribuir seus usuários (que completassem compras, e ofertas com os coupons que ele oferecia advindos do Commission Junction, ou dos reflinks, ou banners, seja lá qual forma de marketing utilizada) com uma porcentagem do valor que ele ganhasse. Porém ele o fez não dessa forma descarada. Ele lançou da idéia de atribuir pontos aos usuários, e não dinheiro em si. Bem, mas isso não importava realmente porque na época o Commission Junction possuía uma brecha no seu TOS que não mencionava (o que o Adsense proíbe veementemente) que qualquer forma de incentivo ao usuário final clicar nos banners e nas ofertas era proíbida. Então uma vez que o usuário completasse tantas ofertas ele receberia tantos pontos. A princípio o usuário apenas receberia uma porcentagem do que gastasse de volta. Porém os sistemas que não são CPA (Cost per Action) permitiam ao Rpoints lançarem mão de uma seção chamada Recurring. Nessa seção os usuários podiam apenas desempenhar tarefas (como clicar nos anúncios) e não precisam despender nenhum dinheiro. A principal vítima desse sistema foi o nosso velho e querido eBay. Isso mesmo, o eBay foi onerado excessivamente com essa falha do Commission Junction.

Veja, a idéia do Rpoints em si foi brilhante. O Webmaster apenas retribuía parte do que ele ganhava com a publicidade ao usuário. O problema foi a dimensão que isso tomou.

A seção recurring era visitada todos os dias por Portugueses e Brasileiros. Os primeiros, como dito anteriormente, foram os pioneiros. Eles que trouxeram a novidade aos Brasileiros. O sistema do eBay no Commission Junction era dado por uma tabela. A medida que um site tem tantos cadastros advindos do seu banner o preço de cada cadastro individual ia aumentando. E assim os lances nos leilões. A princípio, se o site originasse 40 visitas no mês ao eBay e essas visitas se transformassem em 40 lances, o valor individual do lance era £0.05 (por exemplo). Se fossem 120 visitas e essas 120 visitas originassem 101 lances, o valor individual subia £0.01 se tornando £0.06 cada lance. E assim progressivamente. Imagine cada valor individual de lance que estava rendendo ao webmaster do Rpoints o site ter cerca de 100.000 usuários dando mais de 100 lances todo dia. Isso foi um lucro incomensurável para o do dono do Rpoints. Assim sempre ele atribuía os valores dos centavos por lances (bids) os usuários em forma de pontos e depois você podia trocar seus pontos por um vale presente (voucher) do Amazon ou dinheiro vivo em Paypal. O fato é que a receita foi muito bem feita. E logo ganhou imitações. Surgiram vários: LineMyPocket, BritishRewards, Quidco, Bpoints, Frogshopper e Ukmoneyback. Esses três últimos foram os únicos cashbacks da história a dar calote. Os outros sempre honraram seus compromissos.

Os cashbacks já estavam na cara de pau. Nem mais ofereciam pontos nem outros disfarces quaisquer. Era dinheiro mesmo. Sem choro nem vela. E o povão delirando.
O recurring era composto de fazer buscas em motores de busca ingleses (como o Lycos), de completar consultas a preços de seguros de carros, de cadastramento em sites, e de cadastrar e dar lances no eBay. Esse último foi o que mais fez sucesso porque a cada lance que você dava originado do link do Cashback você ganhava cerca de £0.14 (Quatorze Centavos de Libra Esterlina). Isso tinha um limite (estabelecido pelos cashbacks de mais ou menos 500 bids - lances - por dia). Ou seja, dava pra faturar cerca de £6 por dia em cada site. Fora os espertinhos que fizeram programas em delphi, em c++, e se utilizavam de macros pra dar lances (bids) automaticamente no eBay (diga-se de passagem, dizem que os chineses entraram nessa de dar bids no ebay também e colaboraram efetivamente para a ruína do esquema). Assim o sistema não conseguiu se suportar mais e entrou em colapso. Aqui é um link de um tutorial bem antigo de quando ensinávamos aos newbies o caminho "secreto" das pedras.

Mas o que fica claro é a importância da criatividade. O Webmaster do Rpoints efetivamente inovou e por isso faturou uma boa grana. Hoje essa mamata acabou porque o eBay estava vendo a merda que o Commission Junction estava fazendo, e este logo corrigiu sua falha alterando os Termos e Regras dos afiliados.

Os cashbacks hoje em dia ainda existem, porém não da mesma forma que outrora. Hoje não passam de E-Opportunities Fakes. Os cashbacks foram e-opportunities legais do passado, não mais atualmente.

Abraços


1 comentários:

Diego Ciconi disse...

Realmente.. os cashbacks FORAM ótimas e-opportunities...

Vou te falar... perder 500 libras por ser brasileiro é mancada... foi oq aconteceu comigo no quidco.com

Fazer oq neh?